Quem somos

Acreditamos na capacidade empreendedora que desafia o status quo, que disseca problemas e implanta soluções inovadoras com foco, simplicidade e agilidade, sem inspirar-se em produtos e serviços já existentes.

2012

Adolfo Melito, como presidente do Conselho de Criatividade e Inovação da FECOMERCIO, introduziu, o tema Crowdsourcing no calendário anual da Federação. Tendo identificado as dificuldades das PME’s em obter recursos financeiros para os seus negócios, propôs o desenvolvimento do Equity Crowdfunding.

2013

Num evento histórico, ocorrido em fevereiro de 2013 reuniu em um workshop a CVM, o MDIC, Anjos do Brasil, Aceleradoras e Incubadoras para lançar a ideia. A CVM se pronunciou favoravelmente.

Criou em julho de 2013 a Associação Brasileira de Equity Crowdfunding e liderou as negociações para criar, com a CVM, modus operandi que viabilizou as primeiras operações de Equity Crowdfunding já a partir de 2014.

2014

Primeiras operações de Equity Crowdfunding no Brasil.

2015

60 Ofertas foram bem-sucedidas, viabilizando investimentos de vinte milhões.

2016

Coordenou, com os associados, o desenvolvimento de uma regulamentação própria junto a CVM, colocada em consulta em fins de 2016.

2017

MyFirstIPO é fundada trazendo uma gama relevante de diferenciais em relação ao que há no mercado.

CVM publica a Instrução 588, uma das mais modernas normas sobre Equity Crowdfunding no mundo, trazendo segurança jurídica para o deslanche do Equity Crowdfunding no mercado brasileiro.

Disclosure

MyFirstIPO (*) não é um corretor, intermediário, negociante, consultor ou gestor de investimentos. MyFirstIPO é uma plataforma de Investimento Participativo (Equity Crowdfunding) registrada na Comissão de Valores Mobiliários -CVM, órgão regulador do mercado de capitais no Brasil, dentro das normas estabelecidas na Instrução Normativa no. 588, de 13 de julho de2017, da CVM.

As oportunidades de investimento ora disponíveis receberam dispensa automática de registro da oferta e do emissor, em consonância com as regras estabelecidas pela referida Instrução.

A Comissão de Valores Mobiliários-CVM –não aprovou os valores mobiliários, os termos das ofertas ou a exatidão e integridade de qualquer material de oferta.

MyFirstIPO, segundo normas vigentes, não tem caráter fiduciário. Os recursos captados não transitam pela plataforma.

MyFirstIPO, bem como seus sócios, diretores, funcionários, representantes, afiliados, agentes e parceiros não têm qualquer responsabilidade decorrente de qualquer erro ou omissão de dados, fatos ou opinião, bem como sobre eventual falta de cuidado na preparação ou publicação dos materiais divulgados nesta plataforma.

A MyFirstIPO não fornece conselhos de investimento ou fornece análises ou recomendações sobre qualquer oferta disponibilizadanesta plataforma.

(*)Economia Criativa Investimentos e Participações Eireli